Tirar férias ajuda os negócios
24 de fevereiro de 2016
Coaching&Carreiras
Comentários desativados

 Praia

 

Férias não só revigoram a pessoa física e mentalmente, como também a energizam.

Empreendedores e proprietários de pequenos negócios são conhecidos por serem as pessoas que mais trabalham no mundo. Geralmente, sua atividade empresarial, isto é, seu ganha-pão, e sua vida pessoal se misturam o tempo todo, o que torna difícil para eles pensar em tirar férias. Para o consultor de negócios Gregg Schwartz, muitos proprietários de pequenos negócios, que, relutantes, aceitam sair alguns dias para descansar ou viajar, fazem isso sem se desligarem completamente e mantêm-se conectados ao negócio por e-mail ou telefone.

Em artigo no AllBusiness.com, Schwartz apresenta algumas razões por que tirar férias de verdade pode ser vantajoso não só para o empreendedor, mas também para o negócio. Uma delas, e a mais evidente, é a da renovação pessoal. Férias não só revigoram a pessoa física e mentalmente, como também a energizam. A simples mudança na rotina diária e a possibilidade de ter várias noites de sono revigorante fornecem a energia necessária para olhar os desafios com nova perspectiva e voltar ao escritório pronto para avançar em direção a alcançar os objetivos e metas.

Para Schwartz, ao ficar alguns dias fora e se reenergizar, o empreendedor maximiza sua capacidade produtiva e torna mais afiadas suas habilidades de liderança e o pensamento estratégico de longo prazo.As férias também inspiram a criatividade. Nelas, o empreendedor conhece novos lugares, vê pessoas diferentes e vivencia outras experiências. Esses momentos podem inspirá-lo a enxergar novas oportunidades e a ter ideias de fontes inesperadas.

Outro benefício é o de ajudar o empreendedor a focar ou a retomar o foco no negócio. Além de fonte de novas ideias para serem adotadas na empresa, as férias ajudam também a perceber o que não fazer. “As férias podem auxiliar a clarificar o pensamento e a direcionar a mente para resolver as indecisões e problemas que vinham sendo levados em banho-maria”, escreve Schwartz.

Após um curto período de férias, o empreendedor pode descobrir que não quer mais oferecer determinado produto ou competir em um mercado específico ou talvez perceba que não vale a pena mais manter um cliente problemático. As férias ajudam a definir quais batalhas merecem ser travadas e quais não.

“Assim, ao fazer a lista de objetivos estratégicos de seu negócio, esteja certo de incluir as férias nela, pois especialmente os mais ocupados homens de negócio necessitam tirar um tempo para se renovar, se reenergizar e retomar o foco, para voltar ao trabalho com elevado senso de claridade, contentamento e propósito”, afirma Schwartz.