O que aprender com a vitória épica do Cleveland Cavaliers
24 de junho de 2016
Coaching&Carreiras

LeBrom James chora ao fim da partida, que dá título inédito ao Cleveland Cavaliers

Comandados pelo jogador de basquete LeBron James, os Cavs conseguem uma virada histórica e ganharam o título da NBA. O que esse título pode ensinar a você ou a sua empresa. Brom James chora ao fim da partida, que dá título inédito ao Cleveland Cavaliers. O Clevand Cavaliers fez história, no domingo 19, ao vencer o Golden State Warriors e tornar-se campeão da NBA, o campeonato profissional de basquete dos Estados Unidos.

Pela primeira vez na história, um time que estava perdendo a série decisiva por 3 a 1, conseguiu uma virada. Trate-se de mais um feito de LeBron James, o astro do time, que havia prometido dar um título para a franquia, que nunca havia ganhado a NBA.O Golden State Warriors quebrou todos os recordes, mas ficou sem a taça no final. Esteve muito perto do seu objetivo, mas deixou escapar o campeonato ao perder três jogos seguidos, algo que nunca havia acontecido nesta temporada.

Saiba o que você e sua empresa podem aprender sobre essa vitória épica dos Cavaliers:

Nunca desista
O Cleveland Cavaliers tinha que desafiar as estatísticas, caso quisesse ser campeão da NBA. Afinal, nunca um time que estava perdendo por 3 a 1, como era o caso, tinha conseguido uma virada.

Seria fácil jogar a toalha ou entrar em quadra derrotado. Não foi o que fez LeBron e companhia. Nas partidas finais, eles pareciam determinados a vencer e jogaram todos os jogos como se fosse o último.

Pense positivo
Assim que terminou a partida, visivelmente emocionado, LeBron disse que manteve um pensamento positivo sobre os jogos que restavam, apesar de estar perdendo a série por 3 a 1. Com isso, não deixou se contaminar pelo sentimento de derrota, que poderia ter sido fatal para as pretensões do Cleveland Cavaliers

Lidere por exemplo
LeBron era criticado por sumir em jogos finais até ganhar seu primeiro título da NBA na temporada 2011/2012 pelo Miami Heats. Ontem, ele mostrou sua liderança dentro da quadra, cobrando de seus companheiros e, ao mesmo tempo, tomando para si as bolas decisivas da partida. Fez um triplo duplo (assistências, rebotes e pontos acima de 10) e foi fundamental ao dar um toco decisivo em André Iguodala, em um momento que a partida estava empatada em 89 a 89.

Analise as fortalezas do adversário
O que fez o Golden State Warriors bater todos os recordes nesta temporada da NBA? Foi um time que mesclou dois astros fora de série – Stephen Curry e Klay Thompson – com um time equilibrado, capaz de vencer mesmo sem um bom jogo de suas duas estrelas. Foi exatamente o que aconteceu nos dois primeiros jogos das finais, nos quais os reservas dos Warriors brilharam.

Depois disso, o Clevand Cavaliers conseguiu não só anular Curry e Thompson, como também tornou a vida dos demais jogadores dos Warriors mais difícil. Os comandados por LeBron tiveram a humildade de reconhecer suas fraquezas para combater as fortalezas dos adversários e, assim, construir sua trajetória rumo à vitória.

Foco, foco, foco
Não havia outra opção para o Clevand Cavaliers senão ganhar. Era preciso quebrar duas escritas. A primeira era conquistar uma virada épica, algo que nunca tinha acontecido em uma final da NBA. A segunda era vencer três vezes seguida os Warriors, o que nunca tinha acontecido nesta temporada. Estar 100% focado nesse objetivo era necessário para conseguir o resultado, embora ele fosse bastante incerto. Mas deu certo.

Deixe a soberba de lado
Os Warriors tinham certeza que venceriam. Estavam tão certos disso, que se esqueceram de jogar e foram facilmente dominados nos jogos 5 e 6. Na última e decisiva partida, o fator emocional, que estava a favor dos guerreiros de Oakland, se esvaiu. Foi a vez do time de Cleveland, que nunca jogou a toalha, usar a seu favor o moral abatido de Curry e companhia.

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>