3 perguntas para incluir motivação em sua rotina matinal
29 de novembro de 2017
Coaching&Carreiras
Dado amarelo estampado com carinha feliz e a palavra "sim" em alemãoEstá se sentindo desmotivado ou entediado com o que há ao seu redor? Essa coach propõe reflexões simples para mudar sua perspectiva

Falta de motivação, problemas pessoais, tédio, preguiça, vontade de fazer algo diferente… Há uma miríade de possibilidades por trás das atitudes de quem se arrasta da cama para enfrentar o dia.

Para Michele Lian, coach que defende o bem estar como ponto importante para sucesso e produtividade, uma boa rotina matinal começa com três perguntas.

3 perguntas para sua rotina matinal
Como eu quero me sentir?

Isso significa prestar atenção ao seu corpo e entender o que ele precisa para funcionar melhor. Se você sente um sono incontrolável à tarde, por exemplo, pode ser hora de cortar os chocolates e cafés depois do almoço e sentar-se com um nutricionista para entender como controlar seu nível de energia ao longo do dia.

Se for um desequilíbrio ou descontrole emocional, você pode começar a meditar (10 minutos por dia, segundo o psicólogo Daniel Goleman, já ajudam), caminhar por 15 minutos para espairecer ou separar um tempo para atividades físicas que te ajudem.

Se você acorda cansado, pode trocar de colchão, investir em uma nova roupa de cama, arranjar uma cortina tipo blecaute ou trocar o som do seu despertador, entre outras muitas opções.

O importante é usar sua criatividade e entender os sinais que seu corpo está enviando.

O que Lian aconselha: “Decida como você quer se sentir em seu corpo e então escolha um pequeno passo que pode tomar para chegar mais perto disso.”

Quem eu quero ser?

Há uma frase famosa atribuída ao filósofo Heráclito: não é possível cruzar duas vezes o mesmo rio. Isso também se aplica à sua identidade: quem você era há dois anos é diferente de quem você é hoje.

Por isso, Lian sugere uma reflexão sobre si mesmo na última semana, mês ou ano. Como você tem agido e como isso te afetado as pessoas ao seu redor?

Sua identidade está de acordo com o que você quer e espera de si mesmo ou não? É inspiradora? É algo que você sente que te faz avançar ou que te impede?

Entender as lacunas que existem e o que você quer mudar (hábitos, comportamentos, etc.) vai ajudá-lo a pensar sobre si mesmo de uma maneira diferente, motivando-o no dia a dia a se tornar quem você quer ser.

O que Lian aconselha: “Escolha uma ação ou comportamento que vai ajudá-lo a incorporar a pessoa que você quer ser e faça.”

Como eu quero viver?

Como as outras, esta é uma resposta muito subjetiva: não existe certo ou errado. Para alguns, uma boa vida significa uma vida financeiramente alavancada. Para outros, pode ser viver perto da natureza ou ter grandes responsabilidades no trabalho. E por aí vai.

A pergunta principal é: ao longo do dia, você está vivendo de uma maneira que te traz felicidade, saúde e integridade? Se não for o caso, o que está faltando? E como você mesmo pode suprir essa necessidade?

O que Lian aconselha: “Crie uma intenção para seu dia e comece a tomar decisões com base nela.”

*Artigo originalmente publicado no portal Na Prática – Fundação Estudar

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>